Eddington e os companheiros chegaram a Lisboa a 12 de março. O sub- director do OAL, Frederico Thomaz Oom, que tinha ajudado nos preparativos da viagem, estava à espera deles. Visitaram o observatório durante cerca de duas horas e conheceram o director César Augusto Campos Rodrigues, então com 82 anos. Passearam em Lisboa, num carro alugado para o efeito por Oom. A cidade parecia pacífica, ainda que cheia de soldados e sem polícia à vista.

Texto de Ana Simões e Paulo Crawford
Imagens: Cortesia do Observatório Astronómico de Lisboa

voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *