A exposição 3E centra-se em 3 eclipses solares totais, o primeiro ocorreu 1914, o segundo em 1919, e o terceiro em 2013.

O eclipse total do Sol de 1914, cuja faixa de totalidade atravessava a Europa entre a Noruega e a Ucrânia, mobilizou a comunidade astronómica internacional. Da Universidade de Coimbra, Francisco Costa Lobo, preparou uma expedição portuguesa que viajou com intenção de observar o eclipse na Crimeia. A comitiva encontrava-se em Berlim a 1 de Agosto de 1914, dia em que a Alemanha declarou guerra à Rússia e foi obrigada a desistir do projecto e a regressar a Portugal. No dia 21 de Agosto, Costa Lobo acabou por apenas observar um eclipse parcial em Coimbra.

O eclipse solar de 29 de Maio de 1919, total na ilha do Príncipe (costa Oeste de África) e no Sobral (Brasil), foi observado e fotografado por um grupo de astrónomos liderados por Arthur Eddington numa expedição conjunta entre a Royal Astronomical Society e da Royal Society. As observações deste eclipse são um marco relevante para a visão que temos hoje do Universo pois permitiram finalmente, pela primeira vez, confirmar experimentalmente a Teoria da Relatividade Geral de Einstein.

Em 2013, a 3 de Novembro, um novo eclipse solar total foi visível na ilha do Príncipe, numa trajectória muito semelhante à do eclipse de 1919. Foi uma oportunidade única para o Príncipe recuperar o evento científico de 1919 e ligá-lo à ciência moderna.
O projecto ECLIPSE 2013: História e Ciência no Príncipe contou com dois objectivos principais: por um lado, promover e divulgar a Ciência; por outro, reafirmar o legado científico da ilha do Príncipe na História das ciências.

 

 

Estará entre dia 16 de Maio e 22 de Setembro de 2019  no  Museu da Ciência da Universidade de Coimbra.

Equipa: Carlota Simões, Luís Gonçalves,  Orlando Oliveira, Pedro Cunha e  Teresa Girão

Informação complementar sobre a exposição na página do Museu de Ciência da Universidade de Coimbra.

 

3E – Eventos afins

A decorrer entre maio e setembro no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, no Centro de Ciência Viva Rómulo de Carvalho organizado pela Secção de Astronomia, Astrofísica e Astronáutica da Associação Académica de Coimbra (SAC) e no Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra.

 

@ Museu da Ciência da Universidade de Coimbra

29 de Maio – no dia em que se comemoram os 100 anos do eclipse que confirmou a Teoria da Relatividade Geral de Einstein, haverá palestras e actividades hands-on para o público em geral, com o seguinte programa:

14h30 – Video Conferência Príncipe – Sobral (transmissão online)

16h00 – 29 de maio de 1919 – o eclipse de Eddington e Einstein por Fernando Pinheiro (Centro de Investigação da Terra e  do Espaço da Universidade de Coimbra – CITEUC)

18h00 – Ópera Gravity 2019 (transmissão online)

 

@ Centro de Ciência Viva Rómulo de Carvalho

2 de Abril – O Eclipse Solar de 1919: as expedições científicas e as observações feitas em Sobral, por Ildeu Moreira,  da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

16 de Maio – A primeira fotografia de um buraco negro, por Hugo Messias, ATLAS (Atacama Large Millimeter Array) | Organização: Secção de Astronomia, Astrofísica e Astronáutica da Associação Académica de Coimbra (SAC).

13 de Junho – Apresentação do livro O Eclipse de Einstein, da autoria de Nuno Crato e Luís Tirapicos, com a presença de um dos autores, Luís Tirapicos | Organização: SAC.

 

@ Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra

30 de Março – Eddington e a ilha do Príncipe, por Fernando Pinheiro, do CITEUC

 

Ver informação detalhada no calendário.