Cabe-nos guardar esse património material e imaterial extraordinário, abri-lo e dá-lo a conhecer a todos quanto queiram assimilá-lo. 

 João Caraça in Carta de apoio à iniciativa “Eddington na Sundy: 100 anos depois”

 

O Espaço Ciência Sundy (ECS) é o legado físico das observações astronómicas que tiveram lugar na emblemática Roça Sundy.

O Espaço irá oferecer aos seus visitantes um conjunto de experiências interativas e, em conexão com a Natureza, permitirá aos visitantes familiarizarem-se com a herança científica, a qual está associada com a história da Roça Sundy, mas também proporcionar experiências de aprendizagem científicas que envolvam o visitante na construção de conhecimento científico.  Dirige-se a curiosos entre 8 e 80 anos que residam ou visitem a ilha do Príncipe, com especial interesse para o público escolar, educadores, comunicadores e divulgadores de Ciência.

100 anos depois, as previsões mais arrojadas de Einstein reúnem-se no local onde Eddington registou informação que contribuiu para fazer de Einstein uma celebridade.

 


A escolha do local

 

A Roça Sundy, enquanto património edificado remonta ao séc. XIX, tendo durante a sua história tornando-se emblemática também pela história científica, mas, principalmente, pela importância na economia da ilha no que respeita à produção de cacau e café. Assim, integrado no ambiente e rentabilizando o património industrial, serão recriadas neste espaço cenas de época a partir da maquinaria existente no local, para que a Ciência não se desligue da História e do percurso da Roça nas suas diversas valências.

O local designado para constituir a parte edificada do ECS foi em tempos secador de cacau e coco, denominado de secador elétrico ou como é conhecido pela população local o “Museu Ferro-Ferro”. Data do final da quinta década do Séc. XX e representa uma das fases de desenvolvimento da Roça, onde o conhecimento científico e tecnologias associadas eram aplicadas diretamente nas plantações, produções da ilha.

Será composto por um espaço físico na Roça Sundy e um conjunto de Trilhos de Ciência os quais irão culminar nesse local e no qual serão exploradas conexões entre Ciências do Mar, Ciências da Terra e Ciências do Céu.

 

 

Experiência Ciência e História Sundy

 

Percorrer os Trilhos da Ciência é uma experiência onde a Ciência, Natureza e Cultura local se fundem num processo de consciencialização para assuntos especialmente relevantes no âmbito da ciência e da cultura local. No Príncipe esta experiência torna-se única pela riqueza da Biodiversidade e do contexto histórico e cultural da ilha.

Uma versão muito pequena de um interferómetro permitirá que os visitantes melhor compreendam a confirmação da Teoria de Einstein. Será acompanhado de uma exposição focada na original observação da deflexão da luz de Eddington, denominada  A luz desviada pelo Sol  que abrange as ideias básicas da relatividade geral e mecânica quântica.

 O ex-libris é o planetário que está planeado para o Espaço servirá a população local e visitantes. Este projeto faz parte de um plano de médio prazo que, estrategicamente faz uso da Astronomia como ferramenta para o desenvolvimento.

Além do já referido surgirão no ECS cenas de época recorrendo a modelos que  enquadrem historicamente o património industrial aí existente. Esta intervenção poderá ser iniciada apenas após a inauguração do espaço em Maio de 2019.

 


Missão

 

O ECS pretende ser uma forma de marcar no local a ligação histórica com a Ciência, salvaguardando o legado de um evento científico da maior importância, além de permitir uma consolidação dos projetos e iniciativas desenvolvidas na ilha do Príncipe relacionadas com este episódio histórico.

Para isso, tem como objetivos:

  • Ser um espaço ao serviço da Educação e das Escolas Do Príncipe, na medida em que se pretende proporcionar experiências de aprendizagem no âmbito das Ciências;
  • Ser o culminar dos Trilhos de Ciência que têm sido desenvolvidos desde 2013 e por isso abranger públicos-alvo com diferentes interesses e dinâmicas;
  • Constituir um Espaço, por excelência, para a divulgação científica em educação na ilha do Príncipe e ser uma referência para países vizinhos;
  • Fazer perdurar no tempo o legado histórico e científico das observações astronómicas que aí tiveram lugar;
  • Constituir uma atração turística e um “cartão” de visita na ilha do Príncipe, em particular, na Roça Sundy.

 

 

Para além de 2019

 

A criação do ECS enquadra-se no Plano do Desenvolvimento Sustentável Regional, que, por sua vez, está alinhando com os objetivos sustentáveis 2030, data prevista para que o ECS consiga manter um funcionamento sustentável. 

A sustentabilidade do ECS será assegurada por parcerias que permitam:

  • Promover um programa educacional e de divulgação científica concertado internacionalmente que inclua a realização de escolas de Verão /Inverno.
  • Promover o turismo científico na ilha do Príncipe.
  • Assegurar o ECS ao serviço da Educação, no âmbito de experiências de aprendizagem para alunos e na componente de formação de professores.
  • Atualizar conteúdos da exposição e módulos interativos.
  • Manter o ECS em termos de logística, de recursos humanos e materiais.

 

 

Parceiros para a sustentabilidade

 

Até ao momento temos confirmados os seguintes parceiros que apoiarão o ECS:

Governo Regional do Príncipe | HBD |Reserva da Biosfera da Ilha do Príncipe |Núcleo Interativo de Astronomia (NUCLIO) | Grupo Lusófono de Astronomia para o Desenvolvimento (PLOAD sigla em Inglês) | União Astronómica Internacional (UAI) | Galileo Teacher Training Program (GTTP) |Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra (OGA-UC) |

Caso esteja interessado em fazer parte deste ambicioso projeto, contacte-nos eddingtonatsundy@gmail.com.